“Tijolo Ecológico” é atração na Rio+20

O Desenvolvimento Sustentável despertou muitas oportunidades para o empresariado brasileiro que demonstrou interesse e ótimas ideias na busca pela sustentabilidade. Uma iniciativa que chamou a atenção foi a máquina que fabrica tijolos, blocos e pisos ecológicos e utiliza matéria-prima reciclada (uma mistura de ferro e cimento ou resíduos de construção triturados).

“Cada mil unidades do tijolo ecológico evita o corte de 20 árvores de médio porte, já que no processo convencional seria preciso queimar argila e alimentar os fornos com madeira”, explica o gerente-técnico da EcoMáquinas, Eduardo Silva Moraes.

As vantangens não param por aí, a resistência é 50% maior que o tijolo comum e a eficiência do isolamento térmico e acústico supera os 60%. “Além disso, com o mesmo equipamento é possível fazer diferentes peças, apenas com a troca de matrizes. Outra vantagem é que ao reutilizar os detritos de construção não há gasto com remoção desse tipo de material”, complementa Moraes. O preço ainda está cerca de 20% maior em relação ao convencional.

A Eco Máquinas

Com sede em Campo Grande – MS, a fábrica possui quinze anos de mercado e possui quatro modelos que produzem até 500 peças por hora. Além de vender para todo o território nacional, a Eco Máquinas já exporta para América do Sul e África. Saiba mais no portal da Agência Sebrae de Notícias.

escrito por

O autor não acrescentou qualquer informação a seu perfil ainda.
Related Posts

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um Comentário

Pryzant Deisgn

Slider by webdesign