Tag Archive for: Mercado

CEPAL prevê queda de 5% para investimento estrangeiro direto na América Latina e Caribe em 2017

Em seu relatório anual, a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) projeta queda de 5% do investimento estrangeiro direto (IED) em 2017 na região, e sugere que os países latino-americanos e caribenhos gerem políticas para atrair fluxos que apoiem os processos nacionais de desenvolvimento sustentável. Apesar da recessão, o Brasil aumentou em 5,7% suas entradas de IED em 2016 e se manteve como principal receptor na região (78,9 bilhões de dólares, equivalentes a 47% do total). No México, que recebeu 32,1 bilhões de dólares e foi o segundo país receptor (19% do total), o IED caiu 7,9%, mas ainda se manteve em níveis históricos elevados. Os fluxos de investimento estrangeiro direto (IED) para a América Latina e o Caribe diminuíram 7,9% em 2016 na comparação com o ano anterior, somando 167,04 bilhões de dólares. O volume representa também uma queda de 17% frente ao teto alcançado em 2011, informou nesta quinta-feira (10) a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) em sua sede em Santiago, no Chile. Esses resultados são explicados pelos preços baixos das matérias-primas e seu impacto nos investimentos direcionados para o setor de recursos naturais, pelo lento crescimento da atividade econômica em várias economias e pelo cenário global de sofisticação tecnológica e expansão da economia digital que tende a uma concentração dos investimentos multinacionais nas economias desenvolvidas, indicou o relatório anual “O Investimento Estrangeiro Direto na América Latina e Caribe 2017” (em espanhol) apresentado em coletiva de imprensa. Em 2016, a América Latina e o Caribe receberam 10% do IED global, participação similar à de 2015, porém, menor que a média de 14% alcançada entre 2011 e 2014. Apesar da tendência de queda, os fluxos de IED representam 3,6% do Produto Interno Bruto (PIB) da região, quando a média global é de 2,5%, o que explica a relevância dessas entradas para as economias latino-americanas e caribenhas. Para 2017, a CEPAL projeta uma nova queda das entradas do IED, em torno de 5%. “O investimento estrangeiro direto tem sido um fator importante para o desenvolvimento das atividades exportadoras, essenciais para o crescimento da América Latina e do Caribe, assim como para a criação de novos setores, porém, as elevadas diferenças de produtividade que persistem na região e os novos cenários tecnológicos que propõe a quarta revolução industrial exigem novas políticas para aproveitar os benefícios do IED nos processos nacionais de desenvolvimento sustentável”, informou Alicia Bárcena, secretária-executiva da CEPAL. Bárcena, também, pediu para observar com atenção o fato de que em vários países da região as saídas de capital por rendas do IED superaram o fluxo das entradas no período de 2010-2016. Apesar da recessão, o Brasil aumentou em 5,7% suas entradas de IED em 2016 e se manteve como principal receptor na região (78,9 bilhões de dólares, equivalentes a 47% do total). No México, que recebeu 32,1 bilhões de dólares e foi o segundo país receptor (19% do total), o IED caiu 7,9%, mas ainda se manteve em níveis históricos elevados. […]

O post CEPAL prevê queda de 5% para investimento estrangeiro direto na América Latina e Caribe em 2017 apareceu primeiro em Envolverde – Revista Digital.

Por em: Blogs e Portais, Envolverde, Governo, ONU Comentários
Sem comentários
Tags:
Leia mais
©
Pryzant Deisgn