Movimento Coletivo lança edital para projetos de alimentação e nutrição

Iniciativa da Coca-Cola Brasil busca soluções para a melhoria dos hábitos alimentares dos brasileiros O Movimento Coletivo, plataforma de impacto social privado criada pela Coca-Cola Brasil, está lançando edital de Alimentação e Nutrição no valor total de R$ 1,5 milhão, a serem destinados a projetos de educação e conscientização nutricional, acesso à informação e acesso a alimentos saudáveis. O programa busca soluções transformadoras colaborativas para melhorar a nutrição dos brasileiros. As inscrições estão abertas até 17 de novembro no site cocacolabrasil.com.br/movimentocoletivo. “A Coca-Cola Brasil possui iniciativas em diversas áreas com impacto social. O Movimento Coletivo nasceu do diálogo com representantes de diversos setores da sociedade, que nos ajudaram a perceber uma oportunidade de direcionar nossos investimentos de uma forma diferente e mais transparente, mais focada em ações relacionadas à educação nutricional em colaboração com empreendedores que já atuam na área”, conta Andrea Mota, diretora de Categorias da Coca-Cola Brasil. O edital de Alimentação e Nutrição tem o objetivo de impulsionar iniciativas que fortaleçam ações educativas e de ampliar o acesso a informações nutricionais e à alimentação saudável. Podem se inscrever universidades, empresas, ONGs, empreendedores, startups e desenvolvedores de soluções. “Vamos usar nosso conhecimento acadêmico sobre os desafios da boa alimentação e nossa experiência no atendimento a pacientes para dar oportunidade a projetos inovadores, que colaborem positivamente com o cenário nutricional do Brasil”, avalia Ricardo Catto, diretor-presidente do Centro de Recuperação e Educação Nutricional (CREN), que será responsável pela seleção das iniciativas. O CREN é referência internacional no tratamento da má-nutrição e em pesquisas científicas sobre o tema. O Movimento Coletivo é uma plataforma de investimento em ações de impacto social nos temas que são prioridades tanto para a empresa como para o país. Lançado este ano, o programa já escolheu seis projetos, por meio do edital de Acesso à Água, com o objetivo de viabilizar soluções inovadoras para o acesso e tratamento de água para consumo. Formado por profissionais renomados de diversos setores, o programa conta com um conselho independente externo, com caráter deliberativo, que vai estar envolvido em todas as etapas do processo de seleção. Os conselheiros são: Ana Carolina Quirino, da ONU Mulheres, Gisela Solymos do CREN (Centro de Recuperação e Educação Nutricional), Luciana Aguiar do PNUD-ONU (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), Daniel Izzo do Vox Capital, Heiko Hosomi Spitzeck da Fundação Dom Cabral, Celia Cruz do Instituto de Cidadania Empresarial e André Degenszajn do Instituto Ibirapitanga. Mais informações: cocacolabrasil.com.br/movimentocoletivo Sobre Coca-Cola Brasil O Sistema Coca-Cola Brasil é o maior produtor de bebidas não alcoólicas do país e atua em nove segmentos — água, café, chás, refrigerantes, néctares, sucos, lácteos, bebidas esportivas e à base de proteína vegetal — com uma linha de mais de 152 produtos, entre sabores regulares e versões zero ou de baixa caloria. Composto por nove grupos parceiros de fabricantes, o Sistema emprega diretamente 62,6 mil funcionários, gerando cerca de 600 mil empregos indiretos. Em 2017, serão investidos R$ 3,2 bilhões, 10% acima da média dos últimos cinco anos. O Sistema Coca-Cola Brasil está empenhado em incentivar iniciativas que melhorem o desenvolvimento econômico e social das comunidades em que opera. Para […]

O post Movimento Coletivo lança edital para projetos de alimentação e nutrição apareceu primeiro em Envolverde – Revista Digital.

Leia mais

Governo promete descontigenciar orçamento da reforma agrária

Uma nova proposta orçamentária para 2018 deverá ser enviada ao Congresso Nacional com revisão de valores do orçamento para a

Leia mais

Pesquisadores do Inpa identificam nova família de peixe misterioso encontrado há 20 anos

O nome da espécie Tarumania walkerae é uma homenagem ao rio Tarumã-Mirim, em Manaus-AM, onde foi encontrado pela primeira vez

Leia mais

U.S. House members ask EPA not to lower biofuels requirements

NEW YORK (Reuters) – A group of 22 members of the U.S. House of Representatives asked the Environmental Protection Agency in a letter on Thursday not to lower some requirements for mixing biofuels into the country’s fuel supply, but also not to let eth…

Leia mais

Les photos des lauréats des « Wildlife Photographer of the Year » 2017

Chaque année, le Muséum d’histoire naturelle de Londres organise le concours du photographe de la faune de l’année.

Leia mais

Papa Francisco anuncia sínodo mundial dedicado à Amazônia

Reunião acontecerá em outubro de 2019 para ‘encontrar novos caminhos para a evangelização’ dos povos da Amazônia, disse o pontífice.

Leia mais

Année catastrophique pour la production de miel en France

Après les pesticides, le manque de biodiversité ou le frelon asiatique, en 2017 ce sont les conditions climatiques qui ont été défavorables aux abeilles.

Leia mais

Dutch will miss 2020 green energy, climate targets: report

AMSTERDAM (Reuters) – The Netherlands will miss 2020 targets for renewable energy production and greenhouse gas emissions despite new investments in wind power, according to a government review published on Thursday.

Leia mais

‘Save the dung beetle!’ Global science chief says biodiversity vital

OSLO (Reuters) – Governments should extend the protection of nature far beyond iconic creatures such as tigers and elephants to species including worms and beetles that are vital to human prosperity, the chair of a global scientific project said on Thu…

Leia mais

Faltam duas semanas para seminário que discutirá o desmatamento zero no Brasil

Evento traz os impactos sociais, ambientais e econômicos de zerar desmatamento no país Faltam duas semanas para o seminário Qual

Leia mais

Discussão sobre trabalho escravo não deve ser ideologizada, diz Gilmar Mendes

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse hoje (19) que o tema do trabalho escravo precisa ser

Leia mais

O choque de estrelas no sonho de Einstein

por Ulisses Capozzoli*, em colaboração especial para a Envolverde –  O choque de duas estrelas de nêutrons, detectado/observado na galáxia NGC 4993, no interior da constelação de Hidra, a 130 milhões de anos-luz, abre uma nova janela não apenas para a observação do Universo. Pode ser uma nova rota teórica e observacional para concretizar o que os físicos chamam de “Sonho de Einstein”. O choque entre o par de estrelas de nêutrons, astros formados por matéria degenerada por efeito da gravidade, foi observado tanto no espectro eletromagnético quanto em ondas gravitacionais, neste caso uma reverberação na estrutura do espaço-tempo produzida pela enorme quantidade de energia liberada pelo choque. Nas páginas dos jornais, sugerindo algo tão banal quanto uma feijoada, ou na efemeridade do telejornal do horário nobre, em meio a uma salada de outros assuntos, o impacto a enormes distâncias perde seu estranhamento. E o estranhamento é a essência não apenas da ciência, mas de toda a forma de conhecimento. O estranhamento dá algum sentido à realidade. Ao contrário do que concebe o relato fácil de processos que ocorrem tanto na Terra quanto no céu. Para começar, o volume equivalente ao de uma colher de chá, da matéria de uma estrela de nêutrons, pesaria na Terra milhões de toneladas. Algo inconcebível para o padrão de experiência e percepção de cada um de nós. Por trás da observação desse impacto está o que o físico brasileiro Mario Novello chama de “refundação da física”, o que significa dizer: descobertas de muitas possibilidades, algumas certamente sequer imaginadas. O que é uma estrela de nêutrons? É o caroço que sobrou de uma estrela convencional, mas de massa mais elevada que a do Sol. Após expelir parte de sua massa, em determinado estado de sua evolução, esse caroço entra em colapso gravitacional, sob ação de sua própria gravidade, como prevê a relatividade geral de Albert Einstein. Se o colapso gravitacional não for detido, e nesse caso não há forças para se contraporem, uma estrela de nêutrons irá perfurar a estrutura do espaço-tempo e cavar no céu um buraco negro estelar. Buracos negros, exóticos canibais, devoram toda forma de matéria/energia que se aproximarem deles num certo limite, o horizonte de eventos. A observação do choque estelar pode refinar dados como a velocidade de expansão do Universo e ajudar a investigar o que recentemente foi batizado de energia escura, algo como uma antigravidade, ou gravidade repulsiva, ao contrário da convencional, atrativa. Este também um legado de Einstein que o chamou de “constante cosmológica” para conceber um universo estático, sem contração ou expansão. Na verdade, uma manipulação das equações da relatividade e que Einstein considerou “o maior erro” de sua vida. Mas Einstein acertou até quando aparentemente errou. A “constante cosmológica” está, desde 1998, identificada com a energia escura que infla o Universo. Aqui, uma pequena observação: energia escura é diferente de matéria escura, embora à primeira vista possam parecer a mesma coisa. Matéria escura é algo diferente do que os físicos chamam de “matéria bariônica”, a matéria […]

O post O choque de estrelas no sonho de Einstein apareceu primeiro em Envolverde – Revista Digital.

Leia mais
©
Pryzant Deisgn