O evento é considerado o principal fórum internacional para o debate sobre mudanças climáticas

Três jovens jornalistas, um sonho em comum: promover a discussão sobre mudanças climáticas de forma didática e aprofundada. Foi com esse propósito que Alessandra Petraglia, Heloisa Aun e Lucas Veloso participaram, em 2016, da primeira edição do concurso Climate Journalism – criado para premiar conteúdos sobre clima feitos por estudantes de jornalismo.

A dupla Alessandra e Heloisa (Faculdade Cásper Líbero) ganhou o prêmio com a reportagem “Desnaturalização dos desastres no Brasil” e Lucas (Universidade Nove de Julho) venceu o segundo lugar com a matéria “‘Gasto seis horas no transporte público, todo dia’: o desafio da mobilidade na periferia de SP”.

Agora recém-formados, os jornalistas vão participar de um novo e importante desafio: fazer a cobertura da COP 23, a 23ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (da sigla em inglês, UNFCC), que acontecerá em Bonn, na Alemanha, entre 6 e 17 de novembro deste ano. A iniciativa é encabeçada pelo Climate Journalism, com o apoio do Instituto Clima e Sociedade (iCS).


Voluntários que estão atuando na COP23, em Bonn, na Alemanha

O evento é considerado o principal fórum internacional para o debate de questões relacionadas às mudanças do clima. Várias decisões importantes sobre o tema a nível global resultaram de negociações realizadas em edições anteriores da conferência, como o Acordo de Paris, negociado na COP 21, em 2015.

A cobertura da COP 23 será feita em parceria com os sites Catraca LivreEnvolverde e a Mural – Agência de Jornalismo das Periferias.

  • A cobertura da COP 23 é uma parceria entre o Climate Journalism e o Instituto Clima e Sociedade (iCS) para incentivar a produção de jovens jornalistas sobre temas relacionados às mudanças climáticas e a mobilidade urbana.